Stúdio Old Tattoo

Stúdio Old Tattoo
Old Tatoo

As 6 cidades mais altas do planeta

Como as bactérias microscópicas, os seres humanos também aprenderam a evoluir e florescer em condições extremas - do calor escaldante do Sahara à tundra congelante da Sibéria. Mesmo em montanhas inóspitas e altas onde a vida que suporta oxigênio é baixa, os seres humanos vivem há milênios. Cerca de 140 milhões de pessoas vivem permanentemente em altitudes elevadas acima de 2.500 metros ou 8.200 pés, nos Himalaias na Ásia, nos Andes da América do Sul e nas Terras Etiópicas de África, e alguns realmente prosperam em cidades espalhadas. 
Aqui apresentamos 7 cidades e assentamentos muito altos, cada um dos quais está localizado acima de 10.000 pés de altitude.

La Rinconada (Peru)
Essa cidade começou com um garimpo de ouro no Peru e está localizada a 5,1 mil metros de altitude, na cordilheira dos Andes. Chamada de a “cidade mais alta da Terra”, La Rinconada prospera com uma população de cerca de 50 mil habitantes. A economia ainda gira em torno da mineração, mas a infraestrutura urbana é bastante precária: não há saneamento básico e nem sistema de encanamento de água, sem contar a contaminação de mercúrio devido à mineração.
E por lá, o sistema de pagamento se chama “cachorreo”: o minerador trabalha 30 dias direto sem salário e no 31º dia ele pode levar para casa tudo que conseguir pegar nas minas. É mole? Mesmo assim, a população mais do que dobrou nos últimos 10 anos, mostrando que a galera ainda topa se sujeitar a condições tão precárias de trabalho.

El Alto (Bolívia)
Com população de 1,1 milhão de pessoas vivendo a uma altitude de 4,1 mil metros, El Alto é um dos centros urbanos que mais prospera na Bolívia. No começo, tratava-se de um subúrbio de La Paz, mas no final da década de 1980 se tornou independente devido à alta taxa populacional de habitantes do campo se mudando para a região de La Paz.
O mais curioso é que até 1903 não existia nada por lá a não ser uma região seca e quase desértica. O crescimento vertiginoso é visto nas construções e na precariedade – ainda que alguns nativos estejam prosperando e mudando a paisagem da cidade. O aeroporto internacional de “La Paz” na verdade está localizado ali – curiosamente, a capital do país fica em um vale quase 500 metros abaixo de El Alto.

Shigatse (Tibete)
Oficialmente na China, mas pertencente à Região Autônoma do Tibete, Shigatse tem uma população de 100 mil pessoas e está a 3,3 mil metros acima do nível do mar. Ela fica em um terreno plano rodeado de montanhas e é um dos maiores centros administrativos tibetanos.

Oruro (Bolívia)
Outra representante boliviana, Oruro foi fundada em 1º de novembro de 1606 a 3,7 mil metros de altitude. Começou como um centro de mineração de prata na região do rio Urus e hoje conta com uma população de 235 mil habitantes. Com o esgotamento da prata, a cidade passou a minerar o estanho – tanto que se tornou a principal do mundo nesse minério.

Lhassa (Tibete)
Localizada no platô tibetano a 3,6 mil metros acima do nível do mar, Lhassa encanta por estar em um vale rodeado pelos Himalaias. Ela possui uma população de 550 mil pessoas e é cheia de templos budistas, que atraem turistas para cidade, a segunda maior do Tibete.

Juliaca (Peru)
Uma das principais cidades do sul peruano, Juliaca é um importante entroncamento rodoviário para outros municípios importantes do país, como Arequipa, Puno, Cusco, Tacna e até mesmo para a vizinha Bolívia. Ela está localizada pertinho da Reserva Nacional do Titicaca e possui pouco mais de 225 mil habitantes. Juliaca fica a 3,7 mil metros de altitude.

Postar um comentário