Stúdio Old Tattoo

Stúdio Old Tattoo
Old Tatoo

O dia em que o juiz marcou o gol. E valeu.


No campeonato paulista de 1983, o Santos vencia o Palmeiras por dois a um mas era pressionado. O Verdão atacava a área do adversário.

Aos 47 minutos do segundo tempo, escanteio para o time do Palmeiras. Pelo tempo, era a última jogada do partida.

Confusão na área, a zaga afasta mal a bola e o palmeirense Jorginho chuta cruzado para fora. Bem posicionado, o pé do árbitro José Assis de Aragão empurra a pelota para dentro do gol.

Espanto geral, o juiz corre para o meio de campo e valida o gol. Inacreditável. Mas a regra é clara: se a bola bater no juiz ou no bandeirinha, o jogo segue. E assim foi.

Postar um comentário