egrana

Curitiba pode ser mais uma cidade a proibir os fogos de artifício

Lei busca beneficiar não apenas os animais, mas também os idosos, enfermos e crianças com autismo


A vereadora curitibana Fabiane Rosa, eleita pelo PSDC, protocolou já no segundo dia útil do ano um projeto de lei que visa proibir a queima de fogos de artifício em Curitiba. Segundo Fabiane, que está no seu primeiro mandato, a queima de fogos é altamente prejudicial não somente aos animais domésticos, como também aos silvestres.

“Há relatos sobre grandes bandos de aves que perdem a referência com os estouros dos artefatos pirotécnicos. E até mesmo com as luzes emitidas durante os espetáculos, que tem se caracterizado por implementos excessivos e cada vez mais agressivos e em locais inadequados. Os animais domésticos chegam a óbito por sustos e medo desenvolvido pela ação descabida e sem limite da população humana”, diz a ativista no texto da sua proposta.

Fabiane contou também que já está conversando com seus colegas vereadores para convencê-los da importância do seu projeto, além de prever a realização de uma audiência pública sobre o tema já para o próximo mês.

Se a proposta virar lei, Curitiba se juntará a Campinas, Ubatuba e São Manuel, em São Paulo, que já baniram o uso dos fogos de artifício no ano passado, em benefício não só dos animais mas como também dos idosos, enfermos e crianças com autismo.
Postar um comentário